Organização Contábil Carlos Muller

Boletim do Empresário
abril 2007

Faz e acontece | Empreendedorismo

Empresas que aprendem vão mais longe

O aprendizado organizacional é uma estratégia para obter sucesso nos negócios

Todos nós temos incrível capacidade para aprender coisas novas. Cada aprendizado adquirido configura-se em uma grande conquista, principalmente quando é colocado em prática e pode agregar valor às nossas ações.

A vida, na verdade, é um constante aprendizado. Mas, e as empresas? Elas também têm a capacidade para aprender?

Muito já se discutiu sobre o assunto, e a conclusão obtida é que elas também passam por um processo de aprendizado; atualmente, mais por uma razão de sobrevivência do que por simples opção.

O aprendizado, por questão de sobrevivência, justifica-se pela dinâmica do mercado, que exige uma postura de inovação. Quem não aprende algo novo, tende a fazer as coisas repetidamente.

E, como o mercado muda muito rapidamente, fazer sempre a mesma coisa, de maneira semelhante, é trabalhar desconectado da realidade.

Assim, o aprendizado da própria empresa tem uma conotação estratégica e precisa fazer parte da rotina em todas as atividades e níveis, de maneira a lhe proporcionar atualização com os acontecimentos, agilidade e prontidão para se posicionar com respostas competitivas aos desafios.

O aprendizado organizacional deve atingir a empresa como um todo; não pode estar limitado apenas na cúpula ou nos níveis intermediários das empresas. Sua articulação se dá de maneira vertical.

Entenda-se como cultura organizacional, de maneira bem simples, o "jeitão" da empresa fazer as coisas no seu dia-a-dia, com suas experiências, erros, acertos, perdas, ganhos, relacionamentos, ou tudo o que aconteceu com ela ao longo de sua existência.

A própria relação da empresa com clientes, fornecedores, concorrentes, grupos regulamentadores, comunidade, funcionários, enfim, é um processo de aprendizado rico. Destas relações são ex-traídas experiências significativas.

Estimulando a inovação

Uma empresa que deseja ter uma capacidade elevada de aprendizado deve estimular seus funcionários a trabalhar com a inovação, buscando, por exemplo, novas formas de fazer as tarefas.

Para isto, o medo de errar deve ser substituído pela coragem de tentar e vontade de acertar. Os funcionários precisam ser encorajados a testar experiências novas.

Uma pessoa que não se qualifica para as exigências do mercado de trabalho, tende a elevar suas chances de ficar desempregada. Uma empresa que também não se qualifica aprendendo coisas novas, tende a ficar estagnada no tempo, perdendo a preferência do cliente para outros concorrentes que estão se atualizando constantemente.

Um processo de aprendizado organizacional envolve o atendimento de condições minimamente básicas para alcançar o sucesso, como a integração dos funcionários, em particular, sobre a vida da empresa onde trabalham; valores, objetivos, metas, visão, missão, enfim, tudo sobre a empresa. Até porque se isto não for desenvolvido, muito do "jeitão" da empresa tende a desaparecer.

Aprender a aprender

Como a dinâmica do mercado é cada vez maior, o aprendizado organizacional deve ser operado também em nível acelerado.

Uma tarefa que talvez exija muito por parte das empresas é o processo de aprender a aprender. Aprendendo sempre, a empresa atualiza-se com os acontecimentos e conquista agilidade e prontidão para se posicionar com respostas competitivas aos desafios.

Faz e acontece | Empreendedorismo
Empresas que aprendem vão mais longe
Passo a Passo | Gestão Contábil
Gestão financeira. Mais lucratividade com os mesmos recursos
Preto no Branco
Inteligência Fiscal | Tributária
Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física, 2007
De olho no Fisco
Comportamento | Gestão de Pessoas
O valor do calor humano no marketing
Aprender para Crescer | Gestão de Empresas
Compre com ética, inteligência e sabedoria
Acerte no alvo

Outras edições

2016
2015
2014
2013
2012
2011
2010
2009
2008
2007
2006

Deixe seu email para receber nossa newsletter